Muco respiratório? A culpa não é do leite!

ABRALEITE

Muco respiratório? A culpa não é do leite!

 

 

 

 

 

 

 

Flávia Fontes.
Médica Veterinária, D.Sc. Nutrição Animal
Editora-chefe da Revista Leite Integral e do Movimento #bebamaisleite
Diretora científica da ABRALEITE

 

Muco respiratório? A culpa não é do leite!

Existe uma crença entre algumas pessoas de que o consumo de leite ou produtos lácteos aumenta a produção de muco no sistema respiratório. E, por isso, essas pessoas reduzem o consumo ou deixam de consumir leite.

Um estudo desenvolvido na Austrália e publicado no  Journal of American College of Nutrition, mostrou que essa crença faz com que as pessoas relatem aumento na ocorrência de sintomas respiratórios após o consumo de leite.

Para o desenvolvimento da pesquisa, os voluntários foram inoculados com o vírus da gripe, e aqueles que afirmavam que o leite aumentava a ocorrência dos sintomas relataram entupimento nasal, coriza, presença de secreção na garganta, dentre outros, logo após consumirem leite. Mas, o resultado mais interessante é que elas relataram os mesmos sintomas ao tomar uma bebida à base de soja, com sabor idêntico ao do leite, mostrando que é a percepção (não o consumo em si) do consumo do leite que desencadeia os sintomas descritos por aqueles que creem que os lácteos são responsáveis por aumentar seus problemas respiratórios.

Segundo os autores, também não houve nenhum tipo de associação entre o consumo de leite e a exacerbação dos quadros de bronquite asmática, uma inflamação crônica do trato respiratório inferior. Eles citam, entretanto, que existem alguns casos documentados de pessoas com APLV (alergia à proteína do leite de vaca) que apresentaram sintomas semelhantes aos da asma.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *