Reunião de GT no Palácio do Planalto (ABRALEITE, café, cana, arroz, soja e carne, MAPA e Economia)

ABRALEITE

Reunião de GT no Palácio do Planalto (ABRALEITE, café, cana, arroz, soja e carne, MAPA e Economia)

Reunião da ABRALEITE e outras entidades de setores da produção rural com o ministro Onix Lorenzoni, Ministérios da Economia e Agricultura

Na Casa Civil no Palácio do Planalto, João Abrão do Café, Renato Cunha presidente do Sindaçúcar, Paulo Leonel da carne, Geraldo Borges presidente da ABRALEITE , Abelardo Lupion assessor especial da Casa Civil, Eurico de Azevedo vice-presidente da SGPA, Eduardo Romão presidente da ORPLANA, Juarez Petri da Te Mexe Arrozeiro

 

No dia 20 de março, aconteceu a primeira reunião na Casa Civil no Palácio do Planalto, do Grupo de Trabalho-GT criado pelo presidente Jair Bolsonaro, com a finalidade de tratar sobre o endividamento do setor agropecuário que atinge níveis alarmantes.

Este GT foi idealizado e criado pelo presidente Bolsonaro na reunião que foi realizada em seu gabinete no Palácio do Planalto no dia 15/03, junto a lideranças do setor agropecuário acompanhadas do líder do governo deputado federal major Vítor Hugo.

A reunião do GT na Casa Civil foi conduzida pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que estava acompanhado de assessores especiais e do secretário executivo da Casa Civil, Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub e contou com a presença de representantes dos Ministérios da Agricultura e da Economia, do presidente da ABRALEITE Geraldo Borges, do representante da carne bovina Paulo Leonel (diretor do Grupo Adir) e presidentes/representantes de entidades do café, arroz, Aprosoja, ABCZ, Te Mexe Arrozeiro, Ferplana, Orplana.

Nesta reunião, os líderes representantes da classe produtora demonstraram que a pujança vista em grandes feiras e eventos não condiz com a realidade vivida pelos produtores. Nesses eventos é vista a força do agronegócio que é muito constituído por grandes grupos inclusive multinacionais, enquanto os produtores rurais estão sofrendo com altas taxas de juros nos financiamentos e estreitamento de receita sentida nos últimos anos, que estão inviabilizando as atividades rurais.

Além da securitização o grupo de representantes dos produtores rurais solicitou que o governo estude a possibilidade de aplicação de taxas de juros viáveis, compatíveis com a atividade rural.

Após amplo debate sobre o tema, foi criada uma agenda de trabalho para buscar uma solução para o endividamento do setor agropecuário e o GT se reunirá novamente, após conversa mais aprofundada que ocorrerá nos próximos dias com os Ministérios da Economia e da Agricultura.

Os representantes do setor presentes agradeceram novamente a presteza com que o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Onyx Lorenzoni atenderam e também agradeceram o empenho do deputado federal Major Vítor Hugo.

 

 

Se você ainda não é associado, associe-se já! Acesse nosso site:
http://abraleite.org.br/associe-se-ja/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *